quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Estilhaços

Olhe tua face
Refletida no brilho de meus olhos
Olhos molhados, encharcados
Este espelho se transformará em estilhaços?

Não sei se choro de tristeza
Não sei se é ira, ódio ou talvez rancor
Talvez seja uma mistura de tudo
Talvez a cura seja teu amor...

Amor! O que é isso?
Não sabe me explicar?
Será você um louco...
...Que ainda não aprendeu a amar?

Não sei, Simplesmente não entendo
Imagino, mas... Confundo-me
Não compreendo teus sentimentos

Sentimentos... Palavra chave
Será que sentes algo?
Será por mim?
Por favor... Diga que sim!

Somente mais uma vez
Me de mais um pouco dessa ilusão
Sei que não me fará bem
Mas encha de falsas esperanças
Meu pobre, nobre, meu tolo coração

Por favor, iluda-me!
Deixe-me em estilhaços!
Iluda-me, ande!
Deixe meu coração...Sangrar em pedaços!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

As vezes é bom fazer algo diferente, andar sem destino em um lugar em que nunca se foi mas sabe onde vai dar.
Hoje eu tive essa experiência prazerosa: ia ter uma festa na casa de um amigo, cheguei la fiquei sabendo que tinham adiado para o dia seguinte. que minha casa fica longe e eu não tinha o que fazer, fui andar, eu conhecia o bairro mas nunca tinha explorado todas as ruas, aí eu pensei, aquela pessoa que tira meu sono mora por aqui, então eu vou passar pela frente da casa dele.
Decidi ir por uma rua diferente, no começo parecia como todas as outras daquele lugar, mas logo percebi que estive ali antes. Pra vocês intenderem melhor, "ele" não fala comigo e eu tenho medo de ir na casa dele e levar um fora, por esta razão eu apenas passei pela frente da casa. Ali era meu limite, mas algo dizia que eu deveria ir adiante. Fui em direção ao fim da rua e vi que a rua não tinha fim, dava em outra rua cheia de árvores, um ambiente familiar demais pra mim, aquele lugar me deixou tão tranquila que tive a impressão de ter um deja vu, e realmente tive, eu tenho certeza que passei por ali em sonho ou vidas passadas ou minha alma saiu pra passear enquanto eu estava dormindo...sei la, só sei que foi muito envolvente, como num sonho...

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

o sentimento música


Eu me apresso a transcrever o sentimento que me inunda quando escuto a música. Amo-a de um modo inimaginável, mas quase doentio e amargo. Acho impossível expressar com palavras a sensação complexa e profunda que experimento, algo de frágil e delicado começa dolorosamente a se mover em minha alma, algo que me retesa os nervos de prazer e dor, sinto um quê de indefinido que deseja se expressar. Um encantamento misterioso e ardente se filtra através das mais variadas melodias: ora irrequietas e alegres, ora cheias de penosos sofrimentos. O amor! Como não pensar nele, quando em toda parte cantam sua juventude! Como não sonhá-lo, quando o enchem como uma taça transbordante de êxtase beatífico e da fantástica fumaça cor de anil do desconhecido!

quinta-feira, 23 de julho de 2009


EU

domingo, 5 de julho de 2009

ler com atenção a conversa



Não quero comprometer ninguém.
Foi uma conversa normal no msn.....
E de repente ele digitou isso.
essa frase era minha...dos meus pensamentos!

Meu veneno é contagioso


Aí ta a prova disso!!!...É simplesmente conversar com alguém, que esse vírus maldito se espalha, ou até mesmo olhar pra alguém, é como se o meu veneno hipnotizasse quem olha diretamente para meus olhos.
Não sei se isso é bom ou ruim! Pra minha imagem é péssimo, pra meu espírito é envolvente, maravilhoso é antídoto...
Alguém pode me explicar o que ta acontecendo comigo?!
Será que algúm espírito maligno se apoderou do meu humilde e fragil corpo, e se manifesta quando me aproximo de alguém?
Eu não quero me machucar e nem machucar ninguém com essa atitude!...

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Menina Veneno


Meia noite no meu quarto, ela vai subir
Eu ouço passos na escada, vejo a porta abrir
O abajur cor de carne, o lençol azul
Cortinas de seda, o seu corpo nu
Menina veneno, o mundo é pequeno demais prá nós dois
Em toda cama que eu durmo só dá você...
Seus olhos verdes no espelho brilham para mim
Seu corpo inteiro é um prazer do princípio ao fim
Sozinho no meu quarto eu acordo sem você
Fico falando prás paredes até anoitecer
Menina veneno, você tem um jeito sereno de ser
Toda noite no meu quarto vem me entorpecer...

sábado, 27 de junho de 2009

LOUCURA DESEJADA

Muitas vezes nos permitimos chegar a loucura.
Quando agente enlouquece, por uma parte temos ideia disso e fazemos da loucura um refúgio para nossas angústias.
Tentamos o máximo machucar-mos para sentir a dor circulando o corpo, isso se torna prazeroso.
Queremos que alguém nos veja sofrer, e até mesmo quando estamos sozinhos pensamos que alguém além de nossa visão pode estar vendo aquilo que gostaríamos que alguém "real" estivesse vendo.
Não sabemos se ir tomar um banho de horas e horas vai ser melhor do que dormir suja, carregada de sentimentos ruins, para no outro dia se sentir péssima, e até um certo prazer em se sentir péssima, que faz com que cheguem a você perguntando algo que você não quer e nunca vai responder.

domingo, 31 de maio de 2009


Por onde anda minha mente sadia, aquela garota certinha de quem todos admiravam?...Minha alma parece não me pertencer, meu pensamento está em algum lugar distante e só meu.
Meu coração não sabe o que quer, vive clamando por algo que nunca vai ter. Meu corpo incendeia no prazer dos sonhos dos anjos obscuros em um pecado inocente.Quem sabe a procura de luz, ou talvez de afogar-me cada vez mais na infinita escuridão se entregando inteiramente a outro corpo.

Quero sujar você com luxúria, seu anjinho inocente!...Quero te tornar escravo do meu desejo, toma-me pelos teus braços e me dilacere.

domingo, 26 de abril de 2009

Memórias de uma psicopata


olá nobres criaturas!...



estou aqui inaugurando meu blog.

Eu andei escrevendo umas coisas malucas e resolvi criar este blog, pra compartilhar meus momentos mais sombrios da minha vida.Espero que gostem!

Hoje eu não vou escrever porque já ta tarde, mas amanhã eu começo.